terça-feira, maio 26, 2009

B.


































B. a partir de Samuel Beckett

Uma das grandes provas da capacidade de resistência mental e física que o ser humano tem pós o caos, o extremo acontecimento e a noção de que para além de nada ainda existe a permanência, a solitária permanência entre e sobre os cacos, são os textos de Samuel Beckett.


Sim falamos sobre existencialismo, mas sobretudo sobre existência.

Estes textos que iremos apresentar são a prova literária, teatral e pessoal disso mesmo. O que levará? Que motivação terão estas personagens? Umas cómicas outras trágicas ao extremo do ridículo, a ainda permanecer?




“B.” é um espectáculo que trata e retrata esta existência que é tão frágil e ténue como a vida humana.
Pedro Estorninho